Graceful Explosion Machine – Review A3G desse jogo de navinha

Graceful Explosion Machine – Um jogo onde se precisa de concentração e reflexo rápidos.

Quem se lembra dos antigos jogos de naves, que eram extremamente difíceis e complexos!? Graceful Explosion Machine é um jogo que resgata a memória de grandes clássicos como Gradius e Fantasy Zone.

Mas esse jogo veio para quebrar a dura realidade de somente se movimentar de forma repetitiva, atirando e usando sempre as mesmas habilidades que nave possa possui desde o começo do jogo. Nele podemos virar a nossa nave e nos mover em mais de uma direção, temos opções de movimentos e disparos diversificados, uma jogabilidade bem mais complexa do que nos jogos antigos desse tipo. Ele lembra os grandes clássicos, mas traz novidades em sua fórmula , a cada fase o game se inova, o que é um diferencial nesse estilo de jogo de navinha.

Graceful Explosion Machine

A nave pode virar para esquerda e direita, é possível usar um dash para se deslocar rapidamente na tela, mas é preciso ter cuidado para não ficar encurralado ao usá-lo. Existem tiros diferentes que variam em alcance, raio e potência. Tem tiro para derrotar inimigos que estão nos cercando, tiros de médio alcance e tiros de longo alcance, a velocidade dos disparos varia de acordo com a potência. Ao matarmos muitos inimigos de uma vez, o combo gera um multiplicador que aumenta o seu poder, para aproveitar este efeito, é preciso matar vários inimigos de uma vez em um curto período de tempo.

A dificuldade deste jogo pode não se comparar as de Cuphead ou de Dark Souls, mas o game consegue te deixar muito frustrado quando você comete erros ou pensa que determinada ação daria resultado e isso acaba não acontecendo.

Os gráficos são básicos, o game faz uso de formas geométricas simples, mas com um trabalho de arte bonito e colorido. A intenção não é de que se pareça um jogo de ficção científica, com naves e alienígenas esquisitões e sim, um estilo cartoon muito bem feito e que dá charme ao game.

Graceful Explosion Machine

Como é de se esperar, esse tipo de jogo exige uma grande capacidade de concentração, reflexos e decisões rápidas, saber como agir na hora certa é algo complexo pela quantidade de inimigos e formas variadas do comportamento da I.A. Em alguns momentos, o excesso de cores, efeitos das explosões e mortes dos inimigos podem ser um problema. É muita coisa acontecendo ao mesmo tempo e às vezes o jogo fica meio confuso, o que pode acabar gerando uma certa frustração no jogador.

Depois das primeiras telas, o jogo vai ficando mais intenso, as decisões vão ficando complexas e a dificuldade aumenta no mesmo nível. Também aumenta o interesse em saber como serão as próximas fases e inimigos que iremos encontrar. Seu visual bonitinho e simples pode fazer com que o jogo pareça “fácil”, mas definitivamente, não é. O mesmo acontece com o clássico Fantasy Zone, que possivelmente teve uma forte influência na criação de Graceful Expolosion Machine

Graceful Explosion Machine

Conclusão

Em resumo, podemos dizer que Graceful Explosion Machine irá agradar aos fãs de jogos de naves das antigas. O game é bonito e colorido, mas não se deixe enganar pela leveza do seu visual, trata-se de um jogo muito difícil e que exige concentração e reflexos rápidos. Em alguns momentos, o excesso de coisas acontecendo ao mesmo tempo na tela, acaba confundindo a gente, o que pode ser frustrante, mas é algo normal nesse tipo de jogo. A inteligência artificial se comporta de várias formas diferentes, alguns inimigos possuem padrões de movimentos repetitivos, mas outros possuiu uma variedade de ações que podem complicar a vida do jogador. As fases são criativas e possuem bastante variedade. Se você busca por um game de navinha com um alto nível de dificuldade, esse game é pra você! 0 está disponível para PC, PS4 e Nintendo Switch.