Raging Justice – Novo “beat them up” anunciado

Conheça Raging Justice, confira o primeiro vídeo e informações a respeito deste game que acaba de ser anunciado.

Se você é das antigas e viveu na era de ouro dos arcades ou se você queria ter aproveitado essa época, Raging Justice é uma oportunidade de relembrar de um tempo onde os beat-‘em-up reinavam em absoluto.

Em cada época vemos um estilo de jogo que se torna soberano, tivemos a era dos games de navinha, dos run’n gun (corre e atira), beat’em up (estilo em que a gente vai andando e descendo a porrada em todo mundo), dos jogos de luta, MMOs, jogos em primeira pessoa, MOBAs, etc.

Hoje, felizmente temos acesso a todos estes estilos, alguns são predominantes no mercado, mas se a gente procurar bem, encontramos vários jogos diferentes, alguns com jogabilidade original e outros que se inspiram na jogabilidade de grandes games do passado.

Este é o caso de Raging Justice, que pretende trazer de volta o estilo is the beat-‘em-up, para alegria dos mais velhos que nem eu que curtiam essa parada no passado e para os mais jovens que não tiveram a oportunidade de conhecer este estilo que é ideal para jogar com amigos no estilo couch-coop (cooperativo de sofá).

Por se tratar de um estilo muito antigo, que teve seu auge no início da década de 90, hoje em dia são poucos os jogos feitos com gráficos nos padrões atuais e a maioria são remakes que mantem o mesmo visual dos originais e os mais novos de beat’em up não se saíram muito bem.

Raging Justice é um jogo de pura pancadaria. No papel de Rick Justice (esse é mesmo o nome do protagonista, americanos adoram esses trocadilhos) e Nikki Rage, o lance aqui é descer o cacete em tudo que aparecer pela frente, enfrentando hordas de inimigos, de preferência em coop.

O jogo traz um detalhe interessante, dependendo de como você joga o odo cooperativo, ou seja, se os jogadores realmente cooperam entre si ou se eles competem um contra o outro durante as fases, isso impacta na história do game trazendo duas possibilidades de finais alternativos.

Na história, os jogadores vivem em uma cidade a beira do caos total. O crime e a corrupção estão por toda parte e a solução é simples, sair pelas ruas espancando todo mundo até que não reste mais nenhum bandido e mostrar de uma vez por todas que o crime não compensa.
Nikki e Rick - Raging Justice
Destaques de Raging Justice;

• Opção de prender ou aniquilar os bandidos: Em alguns momentos, os jogadores terão de decidir se prendem ou aniquilam certos inimigos. No modo cooperativo, se os jogadores tomarem decisões diferentes, isso pode acarretar no final onde os amigos se voltam um contra o outro.

• Estilo de arte nostálgico: O game traz um visual retrô com arte característica dos games dos anos 90, porém feitas em alta resolução e com modelos 3D.

• Veículos: Opção de pilotar veículos e quando este estiver para explodir, isso pode ser usado para causar dano massivo nos inimigos ao redor.

• Armas:  O jogo traz uma variedade de armas de fogo e brancas, típicas de brigas de rua, como lâminas e porretes.

Ranking de pontuação: Da mesma forma que acontecia no passado, quando quem vencia deixava seu nome registrado na máquina do fliperama (geralmente só 3 letras), em Raging Justice haverá um placar de pontuação mundial. E se já era difícil manter seu nome no primeiro lugar no fliperama do bairro, imagina isso em escala global!

• Co-op multiplayer:  A parte mais legal deste estilo de jogo é o modo cooperativo, principalmente o cooperativo local, algo raro hoje em dia.

Raging Justice está sendo desenvolvido por antigos funcionários da Rare, empresa fundada em 1983 e responsável por grandes games do passado como California Games (Jogos de Verão no Brasil), BattletoadsKiller Instinct (SNES, Game Boy), Donkey Kong Country (SNES), GoldenEye 007 (lista completa dos jogos da Rare).e vários outros. O game está sendo desenvolvido em versões de Nintendo Switch, PC, Playstation 4 e Xbox One.